IgrejaSantos & Devoções

São Vilibrardo, o confessor

São Vilibrardo ou Wilibrordo nasceu no berço nobre dos Kents, na Inglaterra meridional, em 658. Essa tradicional casa real inglesa forneceu grande quantidade de santos fundadores para a Igreja.

Com cinco anos, Vilibrardo foi consagrado a Cristo e entregue aos beneditinos do Mosteiro de York, onde estudou. Quando jovem, dava preferência à vida reclusa e demonstrou ter grande vocação religiosa.

Com 20 anos, foi para a Irlanda, para aperfeiçoar seus conhecimentos teológicos. Um pouco antes de completar 30, recebeu a ordenação sacerdotal. No ano do 690, foi para o norte da Europa evangelizar os bárbaros pagãos. Alcuíno, o grande auxiliar de Carlos Magno para instruir e reformar a corte e o clero gaulês, disse que “durante cinquenta anos este grande missionário e grande amigo de Cristo [São Vilibrardo] dedicou-se, dia após dia, à conversão dos infiéis”.

Cinco anos após, ele retornou à Roma para entregar ao Papa Sérgio I, relatório dos resultados de seu apostolado. Reconhecido, o Pontífice o consagrou bispo de Utrecht, e acrescentou ao seu nome um outro de origem latina, Clemente. Com isso, pôde voltar à Holanda e fundar Utrecht, a primeira sé episcopal no país, com a construção da catedral do Santíssimo Redentor.

Vilibrardo morreu em seu mosteiro de Echeternach (atual Luxemburgo) no dia 7 de novembro de 739. A Igreja o canonizou como “Apóstolo dos Frisões”. Sua festa ocorre no dia de sua morte e é uma das mais celebradas em toda a Holanda.

Oração de São Vilibrardo
Ó Deus, Salvador de todos, que enviastes o bispo Vilibrardo como peregrino de Cristo para anunciar a boa notícia para muitos povos e confirmá-los na fé, ajudai-nos também, nós vós rogamos, a testemunhar o vosso amor inabalável por palavras e obras, de modo que a vossa Igreja possa aumentar e crescer forte em santidade.

Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.

source

Postagens relacionadas

Todos os Santos

Lua

Lanciano, a missa que não acabou

Lua

Santo André Dung-Lac

Lua

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies