IgrejaSantos & Devoções

São Sabas

Sabas nasceu na Capadócia (hoje Turquia), por volta de 440. Teve uma infância difícil e, com a morte do pai, foi morar com um tio. Parece ter havido disputas familiares pela sua herança, o que o levou a procurar abrigo no convento de Flabiana, onde iniciou sua busca de vida monástica. Com 20 anos, aproximadamente, viajou para a Terra Santa, onde conheceu e entrou para o mosteiro de Santo Eutímio.

A partir de então teve várias experiências nas diferentes formas de vida consagrada: eremítica, em que cada monge vivia em total solidão, cenobítica, na qual os monges viviam em celas vizinhas mas isoladas, e monástica, com a vida comunitária numa construção maior e sob a obediência a um abade.

Com o tempo, a sua santidade pessoal ganhou fama e muitos jovens quiseram tê-lo como mestre de espiritualidade. Foi assim obrigado a construir um mosteiro cada vez mais vasto, que chegou a abrigar 150 religiosos, numa região árida e deserta da estrada entre Jerusalém e Jericó.

Como ótimo organizador e sábio mestre, Sabas adquiriu grande prestígio. Quando o imperador Anastácio passou a perseguir os católicos no Oriente, ele foi, a pedido do Patriarca de Jerusalém, pedir clemência ao monarca, em Constantinopla. Foi muito bem recebido e conseguiu benevolência.

De novo, já com 89 anos de idade, voltou a Constantinopla para pedir a proteção de Justiniano, sucessor de Anastácio, contra os ataques que os samaritanos faziam aos católicos da Palestina. E, novamente, obteve sucesso e foi aclamado como salvador do seu povo em Jerusalém.

Faleceu em 531, aos 93 anos, depois de ter fundado e organizado vários mosteiros, defendido a ortodoxia da fé contra as heresias da época, e ficar conhecido como protetor dos pobres e mestre de ciência e santidade.

Reflexão:
A sabedoria de São Sabas começa pela sua fuga às heranças deste mundo, e a busca da verdadeira riqueza escondida em Cristo. Esta riqueza se mostra indiferentemente numa vida de maior solidão, de parcial sociabilidade, ou de vida comunitária, dentro ou fora dos mosteiros: para cada um Deus tem uma vocação, mas todas elas vivenciam o amor a Deus e ao próximo, na oração e no serviço.

São Sabas tanto viveu isolado, como argumentou com reis; fez sempre o que Deus lhe pedia para o bem dos irmãos. Nossa vida pode também ter diferentes etapas e características, mas em todas elas o Pai está presente, nos orienta e nos ajuda.

Oração:
Deus de Amor e infinita ternura, cuja Providência conduz a história humana, concedei-nos, pela intercessão de São Sabas, fundar e sempre expandir na alma o edifício da íntima comunhão Convosco, onde possamos conhecer a Vossa vontade e vivê-la em missão de caridade aos irmãos, vencendo a aridez dos desertos desta vida. Pelas mãos de Nossa Senhora, Vossa Mãe. Amém.

source

Postagens relacionadas

Ministérios da Igreja

Lua

A excelênciar da Eucaristia

Lua

Os Santos Inocentes

Lua

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies