Colaboradores

Papa pede coragem à Igreja na Amazónia

O Papa publicou hoje uma mensagem dedicada à Igreja na Amazónia Brasileira, convidando os católicos da região a ser “corajosos e audaciosos”.

“Jesus Cristo inspira-nos, através do Espírito, a anunciar o Evangelho com novo empenho e a contemplar a beleza da criação, ainda mais exuberante nessas terras amazónicas, onde se experimenta a presença luminosa do Ressuscitado”, assinala, num texto divulgado pelo Vaticano e enviado aos participantes no Encontro de Santarém (IV Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal), que decorre até quinta-feira, no Brasil.

A iniciativa reúne 100 pessoas, cardeais, bispos, sacerdotes, religiosos e leigos, incluindo representantes dos povos indígenas e comunidades tradicionais.

Francisco saúda o trabalho da Igreja na Amazónia e a “já enraizada e bela tradição dos encontros das Igrejas locais, a vivência da sinodalidade – como expressão de comunhão, participação e missão – à qual toda a Igreja é chamada”.

A mensagem recorda o primeiro encontro de Santarém, em 1972, uma referência no trabalho da Igreja na região amazónica, cujo documento conclusivo “propôs linhas de evangelização que marcaram a ação missionária” até hoje e foram citadas no recente Sínodo para a região Pan-Amazónica, em 2019.

O motivo que nos faz celebrar o Natal

Postagens relacionadas

A nobre simplicidade do Rito Romano

Lua

A Partilha do Pão da Vida

Eraldo

Qual é a ”eclesiologia” do Papa Francisco?

Lua

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies