IgrejaOutros assuntos

Você sabia que existem Igrejas Católicas Orientais?

O que a grande maioria das pessoas entende como Igreja Católica é apenas uma dessas igrejas, a Igreja Latina, à qual mais de 90% dos católicos em nosso planeta pertencem, e é imediatamente sujeita ao Papa. Os outros 10% fazem parte de uma realidade muito preciosa: a dos católicos orientais.

Mesmo que essa diversidade dentro da Igreja Católica possa nos confundir um pouco a princípio, isso não compromete a unidade da Igreja. Em certo sentido, é um reflexo do mistério da Trindade: Assim como Deus é Pai, Filho e Espírito Santo, a Igreja Católica é entendida como “um Corpo místico de Igrejas”, do qual participam a Latina e mais 23 Orientais, chamadas de “igrejas rituais autônomas”, de acordo com o Código de Direito Canônico.

Cada igreja tem sua própria hierarquia, espiritualidade e perspectiva teológica. Os católicos orientais estão em perfeita união com Roma, pois são submissos ao Papa e professam com ele uma só doutrina, uma só fé. De acordo com a Catholic Near East Welfare Association (CNEWA), há quase 18 milhões de fiéis orientais em todo o mundo (dados de 2016).


O Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 814, resume isso bem: “Desde a origem, no entanto, esta Igreja apresenta-se com uma grande diversidade, proveniente ao mesmo tempo da variedade dos dons de Deus e da multiplicidade das pessoas que os recebem. No seio da comunhão da Igreja existem legitimamente Igrejas particulares, que gozam das suas tradições próprias. A grande riqueza desta diversidade não se opõe à unidade da Igreja.”

As igrejas católicas orientais são aquelas que, na época do Grande Cisma (quando surgiu a Igreja Ortodoxa, a partir do ano 1054), permaneceram fiéis ao Papa; ou então são aquelas igrejas que, tendo um dia separadas, quiseram superar as diferenças e voltarem a se unir a Roma. Um exemplo disso, é que em 1741 no Egito, houve uma divisão na Igreja Ortodoxa Copta (de rito alexandrino copta), e alguns integrantes dessa igreja se uniram aos católicos. Por isso, hoje existem coptas ortodoxos e coptas católicos.

Diferenças dos Católicos Orientais
Na hierarquia, liturgia e disciplina, as Igrejas Católicas Orientais têm diferenças com a Igreja Latina. Boa parte dos orientais usa o rito bizantino, com origem em tradições herdadas da antiga e medieval Constantinopla. Outras instituições seguem as tradições de origem alexandrina, antioquena, armênia, maronita ou caldeia. O que são as Paróquias para nós do rito Latino, os Orientais chamam de Eparquias.

Entre os costumes próprios dos católicos do Oriente, a maioria das crianças são batizadas por imersão (mergulhadas totalmente), e logo na sequência já recebem o Sacramento da Confirmação (Crisma). Em alguns ritos, na Eucaristia é usado o pão fermentado. Em algumas instituições do Oriente existem padres casados (na época, os orientais viviam distantes de Roma, e eram mais influenciados pelos imperadores que anulavam o celibato para o Clero Oriental, e isso foi respeitado pelo Vaticano quando as Igrejas quiseram voltar para Roma).

No Sacramento do Matrimônio, os noivos recebem uma vela durante o Rito, que simboliza a disposição espiritual do casal para receber a Cristo. Também usam uma coroa para indicar que eles estão iniciando o governo de um “novo reino”, formando uma parceria em JesusAlém disso, marido e esposa bebem o vinho da mesma taça de vidro. Ao beber o vinho no copo comum, o casal deve gravar em sua mente que, a partir daquele momento, eles irão compartilhar tudo na vida, e que eles devem suportar os fardos uns dos outros.

Quais sacramentos posso cumprir nas Igrejas Orientais?
Católicos do rito Latino podem comungar a Eucaristia, se confessarem e receber a Unção dos Enfermos em qualquer templo católico oriental, e também participar da Santa Missa, que em algumas Igrejas é chamada de Divina Liturgia. Entretanto, outros sacramentos, como Batismo, Ordem, Crisma e Matrimônio só podem ser recebidos por católicos latinos em Igrejas Orientais em casos excepcionais, mediante a permissão de uma autoridade competente.

Segue abaixo uma lista com as 23 Igrejas Católicas Orientais:

Tradição Litúrgica Alexandrina
Rito litúrgico copta:
Igreja Católica Copta (1741)
Rito litúrgico ge’ez:
Igreja Católica Eritreia (2015)
Igreja Católica Etíope (1846).

Tradição Litúrgica de Antioquia ou Siríaca Ocidental
Igreja Maronita (esteve sempre em comunhão com a Igreja Católica, união oficial reafirmada em 1182)
Igreja Católica Siro-Malancar (1930)
Igreja Católica Siríaca (1781)

Tradição Litúrgica Armênia
Igreja Católica Armênia (1742)

Tradição Litúrgica Bizantina
Igreja Greco-Católica Ucraniana (1596)
Igreja Católica Bizantina Bielorrussa (1596)
Igreja Católica Bizantina Albanesa (1628)
Igreja Católica Bizantina Eslovaca (1646)
Igreja Católica Bizantina Húngara (1646)
Igreja Católica Bizantina Rutena (1646)
Igreja Greco-Católica Croata (1646)
Igreja Greco-Católica Romena unida com Roma (1697)
Igreja Greco-Católica Melquita (1726)
Igreja Católica Bizantina Grega (1829)
Igreja Católica Búlgara (1861)
Igreja Católica Bizantina Russa (1905)
Igreja Greco-Católica Macedónica (1918)
Igreja Católica Ítalo-Albanesa (esteve sempre em comunhão com a Igreja Católica)

Tradição Litúrgica Caldeia ou Siríaca Oriental
Igreja Católica Caldeia (1692)
Igreja Católica Siro-Malabar (1599)

source

Postagens relacionadas

São Tomás D’Aquino

Santo Arsênio

Lua

São Valério de Treviri

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies