Catequese

Os catequistas são ‘evangelizadores de primeira linha’, diz Dom Odilo

Por ocasião da celebração do Dia Nacional do Catequista, comemorado no 4º domingo de agosto, mês vocacional, o Cardeal Odilo Pedro Scherer participou de um encontro virtual com os catequistas da Arquidiocese de São Paulo, na sexta-feira, 25

live, transmitida pelas mídias digitais da Arquidiocese, também contou com a presença de Dom José Benedito Cardoso, Bispo Auxiliar de São Paulo e Referencial arquidiocesano para a Animação Bíblico-Catequética; padres assessores da Catequese nas regiões episcopais; e foi acompanhada por catequistas das paróquias, comunidades e escolas da Arquidiocese.

O Arcebispo de São Paulo iniciou o encontro cumprimentando os catequistas e o trabalho realizado pela Escola Bíblico-Catequética São José de Anchieta, instituída em março, e cujas aulas começaram em abril nas seis regiões episcopais.

Dom Odilo também explicou os trabalhos de elaboração de novas diretrizes para a Catequese, que estão em andamento, a partir das propostas do sínodo arquidiocesano. Entre elas, está a reorganização da animação bíblico-catequética, para alcançar cada vez mais seu objetivo de ser um processo de iniciação à vida cristã e da vivência da fé.

PROPOSTAS SINODAIS

Retomando a sua carta pastoral publicada em março, na conclusão do sínodo, o Cardeal Scherer compartilhou com os catequistas as preocupações surgidas ao longo do caminho sinodal, que acentuam a necessidade de uma renovada ação evangelizadora na cidade, na qual os catequistas, têm um papel essencial. “Vocês, catequistas, são evangelizadores de primeira linha”, enfatizou.

O primeiro aspecto apontado é o aprofundamento da comunhão eclesial. “A nossa comunhão se dá em torno da mesma profissão de fé… Temos que estar muito aten- tos para que nossa Igreja permaneça unida na Palavra de Deus, na celebração da Eucaristia, em torno do Papa, do Bispo”, explicou o Cardeal, reforçando que essa comunhão deve ser aprofundada também por meio da Catequese.

Outra necessidade destacada é o senso de pertença à Igreja e a identidade católica. “Objetivamente, a pesquisa de 2018 mostrou que há um ‘descolamento’ muito grande de muitos católicos em relação à Igreja… O que podemos fazer para contagiar essas pessoas para participarem da vida eclesial?”, indagou o Arcebispo, novamente sublinhando o papel da Catequese no enfrentamento desse desafio.

Uma terceira preocupação despertada no sínodo é a promoção da conversão e renovação missionária. “Durante muito tempo, ficamos acomodados, pensando que todos eram católicos, vão à Igreja e já conhecem os fundamentos da fé. Porém, nos demos conta que não é assim. A cada geração, é preciso retomar a evangelização”, observou o Arcebispo.

CONHECER O CATECISMO

Em seguida, Dom Odilo interagiu com o público e respondeu a algumas questões. Em uma das respostas, o Arcebispo salientou a importância de haver uma “catequese permanente”, isto é, que não se resume à preparação para os sacramentos, mas na constante atualização e aprofundamento dos fundamentos da fé e da doutrina da Igreja, por meio de cursos, formação.

Nesse sentido, o Cardeal reforçou a importância de que todo fiel conheça e estude o Catecismo da Igreja Católica, que ele definiu como “o manual do católico”, que sintetiza os fundamentos da fé professada, celebrada e praticada pela Igreja. “Esses vários aspectos são, portanto, uma breve explicação do que é ser cristão”, completou.

Por fim, Dom Odilo agradeceu aos catequistas a missão realizada. “O que vocês fazem é muito importante na missão da Igreja. Continuem a fazer com muito amor, dedicação e fé… Não queiram colher o fruto imediatamente. Semeiem com generosidade. O fruto um dia virá, com o tempo e a perseverança”, concluiu.

O vídeo da íntegra do encontro está disponível em: https://curtlink.com/SKnZ2Da.

Na manhã do sábado, 26, o Cardeal Odilo Pedro Scherer visitou o grupo da Escola Bíblico-Catequética São José de Anchieta na Região Santana. No encontro, realizado no Colégio Consolata, no Imirim, o Arcebispo saudou os catequistas e refletiu sobre a elaboração das diretrizes para animação bíblico-catequética à luz das propostas do sínodo arquidiocesano. (por Fernando Geronazzo)

FONTE: O São Paulo

Postagens relacionadas

Catequistas do Brasil vão receber o Ministério de Catequista durante a 61ª AG da CNBB

Eraldo

Qual a diferença entre querigma e catequese?

Lua

Subsídios para a catequese serão apresentado em 4 live sobre a CF 2023

Eraldo
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies