IgrejaSantos & Devoções

Santo Anselmo

Filho de família rica e nobre, Anselmo teve que fugir de casa para seguir a vocação religiosa que ardia em seu coração. Anselmo nasceu em 1033 na cidade de Aosta, que fica no norte da Itália.

Seu pai era um nobre e frequentava as altas rodas dos governantes e influentes. Por volta dos 15 anos, Anselmo perdeu a mãe. Seu pai tinha planejado uma carreira brilhante para ele, que seria seu herdeiro natural e faria com que a fortuna da família atingisse patamares ainda maiores.

Anselmo, porém, sentia em seu coração o chamado para o sacerdócio e a vida religiosa. Seu pai rejeitava violentamente

esta ideia. Anselmo tinha um temperamento manso e dócil. Por isso, fez a vontade do pai até seus 22 anos, mais ou menos.

Vocação
Ao fazer a vontade de seu pai terreno, Anselmo sofria e a tristeza crescia em seu coração. Ele não encontrava nenhum prazer nas festas, banquetes e vida luxuosa que seu pai lhe oferecia. Estudava com os beneditinos e isto era um alento para sua alma. Por outro lado, aumentava ainda mais sua dor, sabendo que, se continuasse obedecendo ao pai, não poderia viver a vida que queria.

Fuga
A situação se agravou e ele viu que a única solução seria fugir de casa. Assim, um dia não aguentou mais e fugiu, abandonando a herança, a riqueza e o luxo a que tinha direito em sua família. Andou vagando pela região da Borgonha, França e, por fim, chegou à Normandia, onde encontrou um monge conterrâneo seu chamado Lanfranco. Este o acolheu no mosteiro. Lá, Anselmo dedicou-se ao estudo da religião tendo como Mestre Lanfranco.

Teólogo e sacerdote

Em pouco tempo, Anselmo formou-se em teologia e ordenou-se sacerdote. Em pouco tempo também foi eleito abade do mosteiro, por causa de sua sabedoria e busca de santidade. Começou, então, a anunciar o Evangelho pela região tanto quanto podia.

Além disso, sentiu a necessidade de uma grande reforma na vida monástica e começou a implementá-la. Por tudo isso, ficou famoso e sua obra começou a influenciar os ambientes acadêmicos, religiosos e seculares. Seus escritos foram em tamanha quantidade e qualidade que ele é chamado o criador da Ciência Teológica no mundo Ocidental.

Arcebispo da paz e da bondade
Por causa de sua grande obra intelectual e espiritual, Santo Anselmo foi proclamado arcebispo-primaz da Inglaterra. Neste cargo, enfrentou grande perseguição dos reis Guilherme e Henrique I, porque seu pensamento era contrário aos interesses políticos e mesquinhos desses reis.

Porém, durante os mais duros embates, mantinha a paz, a mansidão e a bondade. Sua fala permanecia mansa e seus argumentos eram de tal forma pacíficos, que desarmava os inimigos e sempre conseguia atingir seus objetivos.

Morte
Santo Anselmo faleceu em Canterbury, aos setenta e seis anos. Era o dia 21 de abril de 1109. Por causa de sua extensa obra teológica e também literária, ele foi proclamado “doutor da Igreja” através do papa Clemente XI, no ano 1720. Sua obra influencia a Igreja até os dias de hoje.

Oração a Santo Anselmo
“Por intercessão de Santo Anselmo, eu vos peço, Senhor, despertai em mim um forte interesse pela Doutrina Católica. Dai-me perseverança na busca da Verdade ensinada nas Sagradas Escrituras. Amém.”

Postagens relacionadas

São Raimundo de Peanafort

Igreja, sacramento universal de salvação

São Marcos Evangelista

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies