IgrejaSantos & Devoções

Missão dos Arcanjos: Miguel, Gabriel e Rafael

No dia 29 de setembro, a Igreja Católica celebra a festa de três santos arcanjos, cujos nomes nos foram revelados nas Sagradas Escrituras: Miguel, Gabriel e Rafael. Sabemos que, além desses arcanjos, há miríades e miríades de outros seres angélicos, que são divididos em três hierarquias.

Os seres angélicos da primeira e mais elevada hierarquia, que estão continuamente em adoração, na presença de Deus, são os serafins, os querubins e os tronos. Os da segunda hierarquia são as dominações, as virtudes e potestades, que governam o mundo material e espiritual.

Por fim, os da terceira hierarquia são os principados, os arcanjos e anjos, que executam as ordens de seus superiores da segunda hierarquia.

Os arcanjos servem a Deus, mas também aos homens. Eles anunciam importantes missões aos homens, como fez o Arcanjo São Gabriel a Virgem Maria (cf. Lc 1, 26-38), e guardam especialmente as pessoas que desempenham importantes funções para a glória de Deus, como o Papa, os bispos, sacerdotes e líderes leigos.

O que é um anjo?
As Sagradas Escrituras e a Tradição da Igreja deixam-nos entrever dois aspectos a respeito dos anjos. Por um lado, o anjo é uma criatura de Deus, que está sempre diante d’Ele, orientada, com todo o seu ser, para o Senhor.

Os três nomes dos arcanjos que celebramos, na Liturgia, terminam com a palavra hebraica “El”, que significa “Deus”. Ele está inscrito não somente nos seus nomes, mas também e, principalmente, em sua própria natureza. A sua verdadeira natureza é a existência em vista d’Ele e para Ele.

O segundo aspecto que caracteriza os anjos está precisamente ligado ao primeiro: eles são mensageiros de Deus e O trazem aos homens, abrem o Céu, e, assim, abrem a Terra. Justamente, porque estão na presença do Senhor, eles podem também estar muito próximos de nós.

Como dizia Santo Agostinho, Deus é mais íntimo a cada um de nós do que nós mesmos. Nesse sentido, os anjos falam a nós do que constitui o nosso verdadeiro ser, do que, em nossa vida, com muita frequência, está escondido em nosso mundo interior.

Postagens relacionadas

Céu: o que a Igreja ensina sobre ele?

Lua

História de São Gabriel Arcanjo

Lua

Dom da Sabedoria

Lua

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies