CatequeseCatequese de Crisma

A importancia da Oração

A oração a Jesus é ouvida por Ele já durante seu ministério, por meio dos sinais que antecipam o poder de sua Morte e Ressurreição: Jesus ouve a oração de fé, expressa em palavras (o leproso, Jairo, a cananéia, o bom ladrão), ou em silêncio (os carregadores do paralítico, a hemorroíssa que lhe toca as vestes, as lágrimas e o perfume da pecadora).

O pedido insistente dos cegos: “Filho de Davi, tem compaixão de nós” (Mt 9,27)ou “Filho de Davi, tem compaixão de mim” (Mc 10,47) foi retomado na tradição da Oração a Jesus: “Jesus Cristo, Filho de Deus, Senhor, tem piedade de mim, pecador!” Quer na cura das enfermidades, quer na remissão dos pecados, Jesus responde sempre à oração que implora com fé: “Vai em paz, tua fé te salvou!”

Sto. Agostinho resume admiravelmente as três dimensões da oração de Jesus (cf. 2667): “Ele ora por nós como nosso sacerdote, ora em nós como nossa cabeça, e a Ele sobe nossa oração como ao nosso Deus. Reconheçamos pois, nele, os nossos clamores e em nós os seus clamores”. CIC 2616)

Oração na Vida de Jesus:

Jesus foi homem de oração. Sua novidade religiosa consiste na relação pessoal com Deus, mediante a oração, e em atitudes coerentes com os demais homens, tendo por base a relação da pessoa com Deus: amor a Deus e amor aos homens.  Ele foi homem de oração e a intensificou nos momentos importantes de sua vida:

  • Antes de começar o anúncio do Reino, quarenta dias no deserto (Lc 4, 1 – 2)
  • Antes de escolher os doze, uma noite em oração (Lc 6, 12)
  • Quando vivia momento muito importante com seus discípulos (Jo 17)
  • Antes de enfrentar a paixão, no jardim das oliveiras (Lc 22, 31 – 46)

Instruções Básicas sobre a Oração:

Além do exemplo pessoal de Jesus, encontramos ensinamentos sobre a oração:

  • Orar só, em encontro pessoal com Deus (Mt 6, 5 – 6)
  • Ter profunda confiança (Mt 7, 7 – 11)
  • Louvar a Deus e pedir por nossas necessidades (Mt 6, 7 – 13)
  • Orar com insistência (Lc 11, 5 – 24)
  • Pedir com convicção a fortaleza e a fidelidade a Deus (Mt 26, 40)
  • Invocar o Pai em nome de Jesus ( Jo 16, 23b – 28)

Invocar o nome de Jesus significa expressar nossa fé nele, que provém de Deus.

A fé e o amor por Jesus abre nosso ser a Deus, que em seu Filho Jesus, nos vê como filhos e por causa dele nos acolhe, provendo as exigências da nossa fé.

Devemos aprender e reaprender a orar m Nome de Jesus, isto é, crescer no seu conhecimento e graça.

A oração garante o atendimento dos nossos pedidos e então a nossa alegria será completa porque será a alegria que nasce da fé, a alegria de Deus que em nós realiza a sua vontade.

“Quem reza se salva. Quem não reza se condena” (Santo Afonso Maria de Ligório, A Oração). A vida de oração deve servir, portanto, para o sustento da alma.

ALGUMAS ORAÇÕES COTIDIANAS

Postagens relacionadas

Os sacramentos

O Pecado Imperdoável

Lua

Arquidiocese de São Paulo institui escola para catequistas

Eraldo

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Politica de privacidade & Cookies